10 maneiras de impulsionar a sua auto-confiança

 

Auto Confianca

É preciso confiar em você mesmo para fazer com que o seu negócio seja um sucesso. Quando se trabalha por conta própria, é preciso acordar todo dia de manhã e ter certeza de que o que você tem a oferecer é interessante, único e vale o que custa. Só que nem sempre a gente acorda com pique total, sorrindo largo e pronto para enfrentar as feras depois do café. O segredo para não perder o ritmo, mesmo quando a semana não está das melhores e está batendo aquela vontade de mandar o mundo parar porque você quer descer no próximo ponto? Auto-confiança. Ela mesma. Sabe como?

 

  1. Primeiro, faça uma lista dos seus pontos fortes e cole na contracapa da sua agenda ou fixe no mural do seu atelier. Assim, sempre que bater aquela insegurança maldosa, vá lá e leia a lista. Não custa nada lembrar a si mesmo daquilo que você saber fazer como ninguém.

 

  1. Aceite que é impossível conrolar tudo nesta vida. Ontem eu li uma frase perfeita: “Se eu não consigo controlar nem o meu próprio cabeo, quem dirá minha vida”. Brincadeiras à parte, tem muito de verdade aí. Então, evite stress gratuito. Algumas coisas simplesmente estão fora do seu controle e não há nada que você possa fazer a não ser aceitar e tocar pra frente.

 

  1. Diminua as cobranças com você mesma. Você deveria dar conta de tudo e mais um pouco. Você deveria estar vendendo mais este mês. Você deveria estar aparecendo mais na mídia. Você deveria ser mais famosa. Você deveria pesar 5kg a menos. Você deveria se maquiar toda manhã… Pare! Ninguém consegue carregar o mundo nas costas. Voc6e está fazendo o melhor que pode no momento e não vai ajudar em nada ficar se torturando por todas as coisas que “deveriam” estar acontecendo mas (ainda) não estão.

 

  1. Sabe aquela história de que a grama do vizinho é sempre mais verde? Pois então. Não comece a comparar o seu negócio (nem a sua vida) com nenhum outro. De fora, tudo parece mais fácil. Só quando se está usando os sapatos é que se pode saber onde eles de fato apertam. Não pense que os seus concorrentes também não têm esses momentos de auto duvidar da própria capacidade. Garanto que eles têm.

 

  1. Nada melhor do que variar a perspectiva para se sentir vivo, feliz e cheia de energia. Pode ser um curso, uma ida ao cinema, uma tarde na praia, uma viagem… Presenteie a si mesmo com um pouco de novidade. Aproveite para tirar uma foto bem bonita. Imprima e coloque num porta-retrato perto da sua mesa de trabalho. Olhe para ela sempre que os sintomas de baixa auto-estima estiverem começando a aparecer.

 

  1. Comemore as suas conquistas. Mesmo a menor das vitórias merece ser valorizada. Não seja aquela amiga chata que só sabe contar vantagem, mas também não seja aquela que só sabe reclamar da vida. De novo, vale a pena fazer uma listinha das suas conquistas e manter a mão, para quando for preciso uma injeção extra de confidência.

 

  1. Aprendar a dar e receber elogios. É uma via de mão dupla. Se você sabe como elogiar com sinceridade e coração aberto, vai acabar recebendo elogios de volta. Não seja ingrato. Não tenha vergonha de ouvir que o que você faz é bom. Elogios deixam a vida mais feliz e são aquele tantinho a mais que a gente precisa para ir dormir à noite com a alma leve.

 

  1. Não deixe que ninguém seja responsável por momentos de baixa confiança. Nem você mesmo, nem seus amigos, nem estranhos. Lembra que ninguém está usando os seus sapatos para saber onde eles apertam? E que a grama do vizinho sempre parece mais verde quando olhado do seu lado da cerca? Então, não permita que ninguém seja responsável por tirar o seu sossego. Nunca.

 

  1. Não permita que você mesmo tire o seu sossego. Pode parecer loucura, mas metade dos seus problemas é você mesmo quem cria quando se cobra demais. Você está fazendo o melhor que pode. Se não está, está trabalhando para chegar lá. Seja bonzinho consigo mesmo. Você merece.

 

Confiança em alta, boa semana e até a próxima,

 

Daniele Sinhorelli