Como agregar valor a seus produtos – pequenos detalhes fazem a diferença!

Bom dia leitores criativos!

As dicas de hoje pretendem demonstrar como vamos agregar mais valor a nossas peças handmade. Passarei aqui algumas sugestões de como apresentar e entregar um produto para sua cliente, a fim de cativar e fidelizar sua cartela de consumidores.

1

Fotografia: thiagoaraujo.fot.br

Sou uma artesã, assim como vocês. Sou apaixonada por transformar uma matéria prima (no meu caso: tecidinhos) em algo exclusivo e único. Para mim, nossas peças já são produzidas sob valores abstratos e intangíveis, que, na minha modesta opinião, já valorizam em muito o resultado de nosso trabalho. Falo de valores como o carinho, a dedicação e o amor.

Contudo, nos dias de hoje, nesse mercado competitivo e acirrado, tais valores não bastam. Temos que nos diferenciar enriquecendo os produtos com detalhes e inovações. Mas afinal, o que é agregar valor a um produto?  Segundo o Sebrae do RJ, significa diferenciar o produto de outro similar, muitas vezes com pequenos detalhes, mas que aos olhos do comprador fazem a diferença. Agregar valor é dar um salto de qualidade em uma ou mais características do produto, que de fato são relevantes para a escolha do consumidor.

São detalhes que se tornam essenciais a partir do momento em que seu cliente fica totalmente satisfeito com o trabalho, retornando futuramente, agendando outras encomendas. É preciso ter criatividade para cativar esses consumidores. Seguem algumas dicas:

1- Dar personalidade às suas peças (inovação) – procure inovar, criando uma peça artesanal com a qual você se identifique e que se harmonize com os trabalhos desenvolvidos em seu ateliê. Ainda que esteja reproduzindo um tutorial da web, elabore o produto com independência, depositando nele toda sua personalidade. Faça com que sua peça tenha identidade.

2- Padrão na produção – procure seguir uma linha fiel em sua produção, para que as clientes já saibam exatamente o que irão receber, com a qualidade e o acabamento de sempre. Isso confere credibilidade aos seus produtos.

3- Investimento –  É difícil agregar valor sem somar custos.  Quando colocamos um detalhe em nossa peça, certamente isso representará um custo a mais. Como, normalmente, trabalhamos sozinhas e não temos recursos financeiros disponíveis para um grande investimento, temos que nos adaptar. Nós podemos sim vender um produto com valor agregado a um preço bastante competitivo, sem gastar muito. Como exemplo, podemos, em alguns casos, dar um brinde: boton, adesivo, mini cheirinho do seu ateliê, chaveirinho, sachês, etc… Esses mimos atuarão como um diferencial em sua peça.

2

Boton e etiqueta de tecido na peça
Fotografia: thiagoaraujo.fot.br

3

Boton e chaveirinho na peça

4- Matéria prima de qualidade – sabemos que o trabalho artesanal infelizmente não é valorizado como deveria. Muitas vezes, ouvimos coisas do tipo: “nossa, com esse preço compro uma bolsa de couro”.  Mas, por outro lado, não podemos deixar de utilizar matéria prima de qualidade (linhas, tecidos, mantas,….), ainda que esta escolha eleve o custo.  Ela fará bastante diferença no resultado final, além de agregar valor à sua peça. Acredito ser uma forma de realçarmos positivamente o trabalho (de horas e horas) em produzir nossos produtos. Também sabemos que, quem aprecia uma peça handmade exclusiva, assumirá o preço que você estipulou para ter aquele produto. Claro: sempre buscando um preço justo!

5- Qualidade do seu produto – agregar valor é trabalhar dando um acabamento perfeito à sua peça. Capriche nos detalhes. Faça pontos lindos. Qualidade = acabamento impecável. O resultado será gratificante, pois se a cliente ficar super satisfeita, nós estaremos muito realizadas, não é mesmo?

6- Pontualidade na entrega – o prazo estipulado na negociação deve ser respeitado. Isso denota profissionalismo e também agrega valor a seus produtos.

7- Apresentação e Embalagem – a apresentação e a entrega de sua peça funcionarão como um diferencial de seu produto. Você poderá embalar a encomenda num saco plástico (daqueles mais durinhos) ou envolvê-la com papel de seda, fechando-a com um adesivo contendo a logo do seu ateliê. Coloque-a numa sacola ou caixa (kraft ou branca), finalizando com um laço de cetim e o seu cartão de visita. A sua cliente primeiro compra com os olhos. Portanto, dê a ela uma linda e limpa embalagem, que você, certamente, a conquistará.

4

Tag de produtos e adesivo fechamento de embalagem plástica.

5

Embalagem: sacola, laço de cetim, adesivo e cartão de visita.

8- Marketing olfativo – Sabe aquele cheiro que vem da loja de chocolate que te desperta vontades? Sabe aquele cheiro que você sente ao entrar numa loja de roupas? Todos eles te despertam emoções, não é?  É isso aí, estamos diante do chamado MARKETING OLFATIVO. Ele cria sensações, estabelecendo forte relação entre a marca e o consumidor, além de agregar valor a todos seus produtos.

7

Essência Juju Teteia.
Fotografia: thiagoaraujo.fot.br

Desde já, sugiro a criação de sua identidade olfativa, se ainda não a tiver. Quando você borrifa sua essência numa peça artesanal, cria-se uma atmosfera agradável, personalizando o ato da entrega. Clientes apaixonam-se! Acredite! Porque não trazer esse importante instrumento para o seu ateliê? Vou passar a receita de como eu preparo meu cheirinho e onde costumo comprá-lo.

Receita para seu aromatizador:
Misture: 1 litro de veículo para perfume (marcas: Regia ou Nossa Terra); 100 ml de essência de sua preferência (procure utilizar sempre a mesma); e 10 a 20 ml de fixador importado. Não use nenhum tipo de corante para não manchar seus produtos. Pronto!
Onde comprar: adquiro meus produtos no Centro de SP (recomendo ir pessoalmente para experimentar as essências):
http://www.casadasessenciaspoly.com.br/ http://www.casadasessencias.com.br/index.asp?secao=35

Saibam que: agregar valor a seus produtos pode significar vender mais. Vamos cuidar e respeitar nossos clientes. Eles representam o outro lado da nossa criação: o lado que irá usufruir da peça artesanal que criamos com tanto amor. Merecem, portanto, um serviço e uma entrega com muita qualidade, recheados de carinho. Confesso: amo mimar as minhas clientes. Tenho tanto cuti cuti por elas! rsrs

É isso, pessoal! Espero ter ajudado. Aceito todas as suas sugestões a respeito. Que tal aproveitar o Dia das Mães para colocar em prática algumas dicas? Seu ateliê agradece! Suas consumidoras irão amar! Sucesso!!! Corram atrás dos seus sonhos e “bora” cativar suas clientes!!!

Um abraço criativo,
beijos Paula Piai