Como combinar as cores e os tecidos

Bom dia galera criativa!

No patchwork, a escolha certa dos tecidos é fundamental para o sucesso de sua peça.

A combinação de estampas é algo bem particular de cada artesã. Todas nós já temos nossas preferências de cores, de forma que, por vezes, fazemos vários projetos no mesmo tom. Eu também sou assim. O tom de cor que mais me encanta é o turquesa.

Uma das grandes dificuldades quando temos um projeto em mãos é garimpar os tecidos para compô-lo. E como, normalmente, temos “poucos” (ops…milhares, rsrs) tecidos, essa tarefa fica ainda mais complexa.

Muitas vezes, olhamos para uma estampa, para outra…. ficamos horas ali namorando a nossa combinação… e quando estamos quase iniciando o projeto, surge a dúvida: Mas será que esses tecidos combinam entre si? Essas cores são harmoniosas? Será que esse tom irá valorizar minha peça?

Com certeza, todas nós passamos por isso. Em determinados projetos temos mais facilidade para fazer o composê, enquanto que, em outros, a dificuldade para harmonizar os tecidos é grande. Essas inseguranças ao escolher 3 a 4 estampas diferentes para um projeto são muito comuns. O “fantasma” da dúvida sempre nos acompanha. Por isso, hoje, apresento algumas dicas sobre combinação de cores e estampas, com a finalidade de diminuir nossas incertezas na escolha dos tão amados paninhos lindos e fofos.

As dicas aqui compartilhadas não têm a intenção de mudar o estilo das artesãs. É importante cada uma continuar respeitando a sua linha de criação e suas preferências de tonalidades. Quanto mais sinceras nós formos ao desenvolver o trabalho, mais veracidade e originalidade ele transparecerá a quem o receber.

COMBINAÇÃO DE CORES - DICA 1

As cores têm o poder de transmitir a informação de quem será o possível público de seu produto, ou seja, se você está diante de um projeto de bebê, os tons pastel (“candy color”) são os preferidos. Já, se a intenção é demonstrar paixão, o vermelho é sempre o primeiro da lista. E ainda, se a peça é para presentear um homem, cores sóbrias e mais escuras são as prioridades.

Portanto, diante de um projeto (infantil, adulto masculino, teen, namorados, etc…) estabeleça primeiro qual a cor que irá combinar com o público deste produto. Assim, com essa escolha já feita, ficará mais tranquilo passarmos para as próximas etapas.

Como a Teoria das Cores pode nos ajudar no artesanato

Classificação das cores: As cores podem ser primárias, secundárias e terciárias. As cores primárias (azul ciano, amarelo primário e vermelho magenta) são as chamadas cores puras e sem misturas, isto é, não podem ser decompostas em outras cores.

Quando misturamos duas cores primárias teremos o que se chamam de cores secundárias (laranja, verde e violeta ou roxo). Por fim, se misturarmos uma cor primária com uma cor secundária alcançaremos as cores terciárias. Veja o gráfico ilustrativo.

DICA 2 - CORES PRIMARIAS SECUNDARIAS

No patchwork, a dica é: explore as cores lisas e puras em seus trabalhos. Elas podem nos ajudar de duas formas. As estampas lisas darão maior evidência à estampa principal escolhida: tecidos lisos claros darão LUZ ao seu projeto; já os lisos escuros tendem a destacar a outra estampa utilizada, servindo como uma moldura.

Normalmente, quando estamos escolhendo tecidos, jamais pensamos em mesclar uma estampa floral, com uma listrada e um tecido liso, não é mesmo? Os lisos não são muito valorizados na escolha do composê. Eu, particularmente, gosto muito de utilizar tecidos lisos em meus projetos. Acredito que, se já temos uma estampa principal (que será o carro chefe) do trabalho, e no outro um poá ou listras, porque não complementar essa combinação com um tecido de cor lisa? Fica ótimo, perfeito e dá leveza.

Menos é sempre mais!

Dica 4 - Tecidos lisos

Se você não gosta dos tecidos lisos, outra opção é utilizar um tecido com micro poás. As estampas micro poá aproximam-se visualmente dos benefícios que os tecidos lisos nos oferecem: leveza e destaque à estampa principal do projeto.

Nesta próxima ilustração, a estampa principal que escolhi foi um tecido temático de cupcake. A minha intenção era que somente ele sobressaísse aos nossos olhos. Para tanto, escolhi duas outras estampas de micro poá para compor a combinação do projeto. Elas acompanham a estampa principal, sem interferir na alegria da informação divertida que ela nos passa. Vejam:

Dica 5 - micro poá - combinação

Temperatura das cores: As cores se dividem em quentes e frias. As cores quentes estão ligadas ao sol, verão, fogo e a sensação de calor, como o laranja, vermelho e amarelo. São excitantes, estimulantes, quentes, vibrantes, energéticas e emanam paixão. Já as frias, por outro lado, estão associadas ao frio, inverno, sombras, gelo, água, como os azuis e os verdes. Transmitem tranquilidade, calma, paz e repouso.

Na ilustração abaixo, do lado direito do círculo cromático ou mapa das cores (cortado ao meio) temos as cores quentes. Do esquerdo, estão as cores frias. Vejam:

Dica 3 - Temperatura da Cor

Combinação de Cores:

I) Combinação Complementar: é aquela realizada com duas cores que estão em lados opostos do círculo cromático, como, por exemplo, o vermelho e o verde. Essa combinação possivelmente estará indicando uma cor quente de um lado e outra cor fria de outro. Intercalar as cores quentes e frias em seus projetos pode lhe trazer um resultado, ao mesmo tempo, com altos contrastes ousados, mas com um equilíbrio de tons. No mundo fashion (moda), é o chamado de color blocking. Gosto muito!

Dica 6 -combinação complementar - cores opostas

II) Combinação análoga: é aquela em que se escolhe uma cor dominante para prevalecer no seu projeto, utilizando as cores vizinhas a ela da direita e da esquerda para caprichar nos pequenos detalhes da sua peça.

Dica 6 -combinação análoga - cores vizinhas

III) Combinação monocromática: é aquela em que se determina uma só cor para seu trabalho, em vários tons de iluminação e profundidade. É o chamado tom sobre tom (“tom sur tom”).

 

Algumas estampas já trazem em seus desenhos esse tipo de combinação, o que facilita na criação de nosso composê. Na foto abaixo, a própria estampa “estilo barrados” já nos fornece esse tom sobre tom: uma mochila monocromática em tons acinzentados.

Dica 8-mochila monocromatica

Cópia_de_segurança_de_Dica 8-mochila monocromatica

Dica 10 - tecidos com barrados - monocromático

IV) Combinação Tríade – é aquela em que se escolhem as três cores vibrantes indicadas nas pontas de um triângulo posicionado no centro do círculo cromático.

Dica 9 - Combinação Tríade - triangular

Importante: Essas formas de combinação que apresentei até aqui são regras utilizadas em todo o universo da moda, da maquiagem, do design, da decoração e também podem servir de inspiração e auxílio para nós – artesãs – no momento da criação.
É claro que não precisamos seguir à risca, todo o tempo, obedecendo fielmente a essas formas de combinações, mesmo porque a criatividade é livre e assim deve ser. a criatividade é livre e assim deve ser Ufa… ainda bem que temos essa liberdade!!! Mas, por outro lado, acredito ser muito importante prestarmos atenção a tais regras para auxiliar nossos projetos. Conhecer essas várias dicas pode, com certeza, nos ajudar. Toda ajuda é sempre bem vinda.

Dica 12 - siga a sua intuição

Não há certo ou errado quando você combinar tecidos. Quem vai dizer que está bom ou não o seu composê é a sua intuição. As regras sobre a teoria das cores nos ajudam sim (não podemos negar), mas quem colocará a decisão final em seu projeto é o seu bom gosto.

Veja no exemplo abaixo como uma mesma estampa pode criar dois projetos diferentes.

Dica 11 - mesma estampa duas combinações

Quando estiver diante de uma estampa com muitas cores disponíveis, escolha a cor daquele objeto que você gostaria de dar maior destaque e opte pelos tecidos da mesma cor para o projeto.

Dica 13 - ultimo exemplo do composê

Quem escolhe e decide é você…
seu coração…
seu bom gosto…
sua intuição. Acredite nela!!!

“…As cores se misturam e se arquitetam em busca da harmonia tão desejada. Há dias em que as cores são frias… a vida pede calma, silêncio, pausas… Há dias em que as cores são quentes… a vida rompe com toda forma de calma…Não suportaríamos permanecer em um só lado dessas possibilidades. O que nos torna felizes é justamente a dinâmica que nos envolve com suas eternas variações. A vida é semelhante à trama dos teares. Fios se entrelaçam para construírem juntos o mesmo tecido. A diferença das cores é que garante a beleza final do tecido…” (Padre Fábio de Melo)

Espero que tenham gostado!
Beijos criativos
E até a próxima,
Paula Piai
(Todos os tecidos aqui apresentados são da Círculo SA)