Upcycling: sandálias de crochê

Talvez você já tenha lido esta palavra por aí e nem prestou atenção, na verdade nós artesãs estamos fazendo “upcycling” há muito tempo e estávamos chamando de “reciclagem”.

Acontece que na reciclagem o material usado precisa sofrer um processo de transformação pela indústria, como por exemplo as garrafas PET que precisam ser derretidas para que novas garrafas sejam produzidas e no upcycling a gente usa a garrafa PET exatamente como ela está, ela é a base para nossas criações.

Para que este conceito de upcycling fique ainda mais claro, eu preparei um passo a passo de uma sandália de crochê feita a partir de uma sandália de borracha que, quando as tiras arrebentam, normalmente a gente manda ela pro lixo, embora a sola ainda esteja em condições de uso.

Sem título-1

Para este projeto vamos precisar:

DSCN2756

-1 par de sandálias de borracha

-1 pedaço de lixa gramatura 100

-1 pedaço de lona emborrachada, essa que a gente usa para fazer tapetes e a borda a gente faz com crochê

-Alicate perfurador, se você não tiver, uma agulha grossa também serve, ou busque ajuda de um sapateiro.

-Cola de contato, também conhecida como cola de sapateiro.

-Tesoura e caneta

-1 novelo de fio Duna na cor de sua preferência, eu usei Duna Brilho prata 7684 e agulha 2,75mm.

Primeiro passo: descarte as tiras da sandália e com a lixa gramatura 100 lixe toda a parte de cima da sandália. Precisa lixar bem, senão a cola não gruda!

DSCN2757

Passo dois: coloque as duas sandálias com a parte lixada sobre o avesso da lona emborrachada e com a caneta marque o contorno das mesmas. Marcado o contorno, recorte com a tesoura. Compare os dois solados, acerte qualquer eventual diferença, as duas partes devem ser do mesmo tamanho. Agora, com a ajuda de uma fita métrica e uma caneta, marque o local onde você vai fazer os furinhos, mas faça essa marcação em apenas uma sola. Eu fiz marcações a cada 1,5cm a 0,5cm da borda. Como usei o fio Duna, este espaço ficou perfeito. Se você decidir criar outro modelo com um fio mais fino, talvez seja melhor fazer os furinhos a cada 1,0cm. Sempre é bom fazer uma amostra antes.

DSCN2758 DSCN2759 DSCN2760

Passo três: feita a marcação, faça os furinhos com a ajuda do alicate perfurador, use o menor furo disponível. Esta lona emborrachada cede um pouco, então se você não tiver este alicate, use uma agulha grossa ou leve a um sapateiro para que ele faça esta etapa. Uma as duas solas avesso sobre avesso e perfure a duas partes de uma só vez seguindo a marcação feita no passo anterior. Pronto, agora vamos para o crochê!

DSCN2761 DSCN2762

Passo quatro: com o fio Duna e a agulha 2,75mm faça um caseado assim: *um ponto baixo no furinho, 3 correntes* até dar a volta no solado. Arremate. Repita este passo na outra sola.

DSCN2765

Passo cinco: agora vamos fazer a parte da frente da sandália. Eu fiz um gráfico para melhor entendimento, mas não vamos nos preocupar com quantidade de pontos. Perceba que até agora não falei em numeração da sandália, porque eu me preocupei em criar um modelo onde fosse possível a execução em todas as numerações adultas, do 35 ao 40. Inclusive a Cinderela aqui calça 40 😛

Observe a foto das solas marcadas com uma linha vermelha. Você vai fazer crochê apenas na parte de cima da linha, pegando os pontos no caseado feito anteriormente. São seis carreiras de pontos baixos, ponto sobre ponto e na sétima carreira você faz arcos com cinco correntes. Estes arcos vão servir prá ajustar a sandália no pé, com a ajuda de um cadarço de crochê. Faça o mesmo no outro solado, já que os dois foram perfurados juntos, fica fácil deixar os dois iguaizinhos!

1

Frente1

Passo 6: Agora vamos fazer a parte de trás da sandália, a parte do calcanhar. Esta parte pode ser feita do mesmo tamanho para todas as numerações. Faça treze pontos baixos no caseado da sola, bem na parte de trás da sola, o mais centralizado possível, só que assim, um pouquinho mais à direita, um pouquinho mais à esquerda não fará muita diferença, o importante é que os dois solados fiquem iguais, e vão ficar, já que foram perfurados juntos. São seis carreiras de pontos baixos, ponto sobre ponto e a partir da sétima carreira até a décima quarta, faça uma diminuição em cada carreira. Na última carreira você fica com cinco pontos e faz uma alça em cada lado por onde passará o cadarço de crochê.

 

calcanhar1

Pronto, sandálias tecidas!

DSCN2767

Passo sete: passe cola de contato na sola de borracha e na sola onde você fez o crochê, uma camada fina é suficiente. Tubos com bico aplicador facilitam muito esta etapa. Espere 15 minutos para a cola secar um pouco e com muito cuidado junte as partes correspondentes. Essa cola é poderosa, se unir torto é quase impossível consertar. Se você não se sentir segura para realizar esta etapa, é melhor pedir ajuda a um sapateiro.

001

Olha só como ficam as duas partes unidas!

DSCN2789

Passo oito: agora vamos fazer o cadarço que irá ajustar a sandália nos pés. Faça *três correntes, um ponto alto duplo e feche os dois pontos juntos* repita de *a* até ter um cadarço de 1,50m. Faça dois cadarços iguais. Feitos os cadarços, passe eles pelos arcos que fizemos na parte da frente da sandália, assim, cruzados, calce a sandália e ajuste no seu pé. Passe o cadarço pelos arcos feitos na parte do calcanhar. Como decoração, coloquei tassels nas pontas dos cadarços.

DSCN2788 DSCN2790

Está pronta a sandália! Espero que vocês tenham gostado e que se animem a criar as suas sandálias também.

É a primeira que eu faço, procurei que fosse o mais descomplicado possível, com materiais acessíveis para que muitas artesãs possam fazer.

E assim, qualquer dúvida, não hesitem em perguntar!

 

Beijokas da Iza :***